Monday, April 19, 2010

A Walk In Newtown (Um Passeio em Newtown)






Right in front of my house, there is a mysterious tree. I say mysterious because I have no idea about what kind of tree it is. Every spring it blossoms in a multitude of pink flowers. For a few days, it becomes the most beautiful tree in the world. But like a pretty girl who tires easily of her admirers, the tree soon gets annoyed with having everybody admiring it and languidly drops all its flowers, creating a pink carpet so splendid that no one dares to step on it.

The day before yesterday, I was looking at the tree and thinking: too bad it doesn’t flower all year long. Suddenly, I realized that instead of being happy for seeing the beautiful flowers, I was already regretting that they wouldn’t last forever…

I am always complaining about my adoptive country, but sometimes I recognize that I don’t pay enough attention to the good things about it, like its beauty. Because of that, I decided to get my camera and photograph the small town that has been my home for the last nine years of my life: Newtown, Pennsylvania.

The settlement of New Township was devised in 1684. In time, its name was shortened to Newtown. It was the seat government of Bucks county until 1813 when the Court House was moved to Doylestown. The Historic District was established in 1969, enlarged in 1976, again in 1985 and is listed on the National Register of Historic Places. Some of its buildings show excellent examples of all major architectural styles.

Walking through its main street, the few signs of modern times that one can see are a Starbucks and a Gap store. Most buildings are still very old, many of them built of stone. In one block there is the Temperance House Inn and Restaurant, built in 1772. Revolutionary General Francis Murray made the Inn his lodging during the Revolutionary times, and the site became a gathering spot for those fighting for the colonists' cause. During the 1840s, the hotel served only mineral water, mead, ginger pop, and lemonade; a far cry from today's full-service restaurant and bar.

A little bit ahead, one can see The Brick Hotel. The hotel was built at a date not known, but there was a public house there before 1744. In 1761 the Red Lion, as it was called, was sold by the sheriff, and became a residence. The house was converted to a tavern in 1780. In the early 19th century, The Brick Hotel was a fashionable resort for wealthy Philadelphians who boated to Bristol and then took a coach to Newtown. In the late 20th century, all the Brick Hotel guest rooms, dining rooms and bar area were renovated. The enclosed Veranda Dining area overlooking the garden and Newtown's historic streets and quaint shops was added too.

A few blocks ahead, The Newtown Theater stands, imposing as always. Built in 1831, it is the oldest movie theater in the United States with its first movie being shown in 1906. By the early 1850's the "Newtown Hall" (as it was then called) was used regularly for performances. These ranged from social dances to concerts, theatrical productions, and magic lantern shows. Nowadays, the theater shows popular movies like Avatar and How to Train Your Dragon.

There are countless historical buildings in Newtown. When I am in my right mind - in other words, when I am not worrying about the future, complaining about the past or wishing to be somewhere where I am not - I think how lucky I am for living here. My house is located in a quiet development, not historic like the center of the town, but still charming. There are always kids playing in the streets. In the evenings, they leave their toys outside without fear of robberies. Not five minutes away from my house, there is the Tyler Park, with 1,711 acres of beautiful trails where one can go for a hiking, biking, horseback riding, fishing, boating, disc golf, cross-country skiing, sledding or wildlife watching. And right outside of my window, I can see this beautiful pink tree which, sometimes, seems to mock of my inability of enjoying the present.

UM PASSEIO EM NEWTOWN

Bem em frente da minha casa, há uma árvore misteriosa. Digo misteriosa porque não tenho ideia de que tipo de árvore ela é. Toda primavera, milhões de flores cor-de-rosa desabrocham. Durante alguns dias, ela se torna a árvore mais bonita do mundo. Mas como uma menina bonita que se cansa facilmente de ser admirada, a árvore logo se irrita por ter tanta gente elogiando sua beleza e languidamente joga ao chão todas as suas flores, criando um tapete maravilhoso no qual ninguém se atreve a pisar.

Anteontem, eu estava olhando para a árvore e pensando: pena que ela não floresce o ano todo. De repente, me dei conta de que em vez de estar feliz por ver as flores, estava lamentando o fato de que elas não iriam durar para sempre ...

Estou sempre reclamando do meu país adotivo, mas às vezes reconheço que ignoro as suas coisas boas, como sua beleza. Por isso, resolvi pegar minha máquina e fotografar a cidadezinha onde moro há nove anos: Newtown, na Pensilvânia.

O assentamento de New Township foi criado em 1684. Mais tarde, seu nome foi encurtado para Newtown. A cidadezinha serviu de sede do governo do condado de Bucks até 1813, quando o Palácio da Justiça foi transferido para Doylestown. O Bairro Histórico foi criado em 1969, ampliado em 1976, novamente em 1985, e está listado no Registro Nacional de Locais Históricos. Algumas das construções são excelentes exemplos de todos os principais estilos arquitetônicos.

Andando pela sua rua principal, uns dos poucos sinais dos tempos modernos que se podem ver é uma Starbucks e uma loja Gap. Quase todos os prédios ainda são muito antigos, muitos deles feitos de pedra. Numa das quadras, situa-se a Temperance House, um hotel e restaurante construído em 1772. O general da União Francis Inn Murray usou o hotel como seu alojamento durante os tempos da Revolução, e o lugar se tornou um ponto de encontro para aqueles que lutavam pela causa dos colonos. Durante a década de 1840, o hotel servia apenas água mineral, hidromel, ginger pop, e limonada – bem diferente do restaurante de hoje que tem um bar completo.

Um pouco adiante, pode-se ver o Brick Hotel. Não se sabe ao certo quando o hotel foi construído, mas havia um pub lá antes de 1744. Em 1761, o Red Lion, como era então chamado, foi vendido pelo xerife e tornou-se uma residência. A casa foi transformada em uma taverna em 1780. No início do século XIX, o Brick Hotel era uma estância elegante para os moradores ricos da Filadélfia que pegavam um barco até Bristol e, em seguida, um ônibus para Newtown. No final do século XX, todos os quartos do hotel, as salas de jantar e o bar foram renovados. A varanda que circula a sala de jantar, com vista para o jardim, para as ruas históricas de Newtown e para as lojas pitorescas também foi adicionada.

Alguns poucos quarteirões adiante, fica o Teatro Newtown, imponente como sempre. Construído em 1831, é o mais antigo cinema dos Estados Unidos. Seu primeiro filme foi exibido em 1906. No início dos anos 1850, o "Newtown Hall" (como era então chamado) era usado regularmente para apresentações, variando de danças sociais a shows, produções teatrais e espetáculos com lanterna mágica. Atualmente, o cinema exibe filmes populares como "Avatar" e "Como Treinar Seu Dragão".

Há inúmeros prédios históricos em Newtown. Quando estou com a cabeça no lugar – ou seja, quando não estou preocupada com o futuro, reclamando do passado, ou desejando estar em algum lugar onde não estou - acho que tenho sorte de morar aqui. Minha casa fica num loteamento calmo, não histórico, como o centro da cidade, mas também bonitinho. Há sempre crianças brincando nas ruas. À noite, elas deixam seus brinquedos na rua sem medo de assaltos. A menos de cinco minutos da minha casa, fica o parque Tyler, com 1.711 hectares de trilhas lindas onde se pode dar uma caminhada, andar de bicicleta, fazer equitação, pescar, passear de canoa, jogar golfe de disco, fazer esqui cross-country, passear de trenó ou observar a vida selvagem. E em frente a minha janela, há essa árvore com flores cor-de-rosa que, às vezes, parece zombar da minha incapacidade de curtir o presente.

1 comment:

  1. Que belo lugar! Me deu uma vontade de conhecer ...

    ReplyDelete